O piSquisa - Viabilizado pelo Fundo de 
Incentivo à Pesquisa-PUC Minas

Como professor do Departamento de Matemática da PUC Minas tenho lecionado disciplinas do núcleo básico nos cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia da Computação, Sistemas de Informação e Tecnólogo de Jogos Digitais. Assim, algumas disciplinas com as quais estou envolvido são Cálculo I, Geometria Analítica e Fundamentos de Matemática.

Há muito tempo tem me incomodado os baixos níveis de aprovação nessas disciplinas. Minha primeira linha para análise deste contexto foi verificar com alguns professores que lecionam essas disciplinas ou outras semelhantes, da PUC Minas e de outras instituições de ensino superior, se esses resultados estavam fora do padrão. Mas, infelizmente, o que pude constatar é que o baixo nível de aprovação é o mais comum.

Mas, apesar das tentativas de mudar este quadro em minhas turmas, os resultados não alcançaram um patamar de aprovação adequado. Ao buscar explicações para este fato, várias respostas são obtidas. Dentre elas pode-se observar que boa parte dos alunos é composta por trabalhadores que, assim, não têm tempo suficiente disponível para o estudo; os alunos saem do ensino médio sem saber estudar; a base matemática dos alunos é fraquíssima, o conteúdo é muito extenso, etc. Seria possível elencar e discutir vários outros motivos para justificar o fracasso dos alunos nas disciplinas do núcleo básico de Matemática, mas a ideia deste trabalho é apresentar uma alternativa para melhora nos resultado.

Para resolver as dificuldades relacionadas com sua base matemática o estudante, com frequência, precisa apelar para o estudo autônomo, mesmo que seu tempo seja reduzido. Assim, seria interessante que ele tivesse uma estrutura de apoio adequada. 

Comecei a selecionar vídeos e indicá-los para meus alunos. Com frequência, recebia a solicitação para enviá-los por email. Assim tive a ideia de disponibilizar os links, em meu sítio na WEB (www.paulofernando.mat.br), daqueles vídeos que respondessem questionamentos que considerava mais frequentes. Pude constatar que os vídeos vinham sendo úteis para alguns alunos, mas percebi que a lista de vídeos ficaria muito extensa e o aluno teria dificuldades para localizar o vídeo de interesse se eu continuasse com a estrutura atual. 

Se você pesquisar a palavra vetores no Google encontrará aproximadamente 2.500.000 respostas. Usando fração encontrará algo próximo de 1.250.000. Como um estudante pode selecionar um bom vídeo em um rol de resultados como este? A chance de acabar perdendo o foco da pesquisa é enorme.

Daí surgiu a ideia de apresentar a proposta de desenvolver este site, tendo em vista que temos alunos na PUC Minas capazes de desenvolver um aplicativo WEB que possa otimizar a disponibilização de tais links, com uma estrutura adequada de busca,  e monitores que podem ajudar na seleção de vídeos de qualidade que respondam às dúvidas mais frequentes e que, assim, sirvam de apoio ao aluno que busca contornar problemas relacionados à base matemática dos ensinos fundamental e médio ou mesmo de conteúdos do ensino superior.

Assim, é criado o piSquisa. Este projeto foi submetido ao FIP (Fundo de Incentivo à pesquisa) da PUC Minas que nos deu o apoio com o financiamento de dois bolsistas (um da área de Sistemas de Informação e outro da área de Matemática) e verba para aquisição de material bibliográfico.

Em breve, pretendo disponibilizar vídeos de minha autoria. 


                                 


Como funciona

Equipe técnica

Professor responsável: Paulo Fernando Braga Carvalho
Bolsistas FIP: Raphael Matori da Rocha
                          Renata Alcântara de Castro